Gravidez na Itália – a experiência de 4 mães brasileiras

gravidez_na_italia_11

A gravidez na Itália  é um tópico que faz parte da lista de cuidados que toda mulher que escolher ter filhos precisa levar em consideração. E nele podemos incluir as brasileiras que vivem por aqui. A saúde na Itália para a mulher se parece um pouco com aquela que vivemos no Brasil, porém em alguns casos pode ser até melhor do ponto de vista estrutural, tecnológico e científico.

E como eu Ercília Marques, até a data de hoje nunca tive filhos, achei interessante entrevistar mulheres brasileiras que moram no território italiano. Essas mulheres, viveram todo o período da gravidez na Itália incluindo o parto também.

Assim, escolhi quatro experiências diferentes de gravidez na Itália e parto para permitir a você de entender melhor o funcionamento tanto do hospital público quando do privado, e os tratamentos do pré-natal gratuitos ou não.

É sempre interessante entender diversas realidades para nos ajudar a formar uma opinião sobre um determinado assunto, não achas?

Gravidez na Itália e o parto normal

gravidez_na_italia_8

A gravidez por si só já é um momento cheio de ansiedade e angústias. O medo do novo, do que está por vir já deixa a mamãe aflita. Imagine que é sensível,  essa fase para a gestante em sua terra natal, já pensou em passar por esse processo em outro país?

Se você dominar o idioma italiano e souber se expressar bem para perguntar logo todas as dúvidas para o seu médico, Ótimo! No caso, se ainda não se sentir segura com a língua, leve o marido ou uma amiga na consulta para te ajudar e intermediar para qualquer dúvida. Pois para entender um pouco sobre a gravidez na Itália e o parto a comunicação com o seu médico é fundamental, não é?

Se você mulher está em estado de gravidez na Itália a dica é: Dê preferência para os hospitais maiores, pois eles terão mais recursos em casos de intercorrência com você e com seu bebê. Assim como no Brasil, o atendimento e as instalações dos hospitais variam de região para região, mas de modo geral as maternidades na Itália são boas.

Assim como a Organização Mundial de Saúde(World Health Organization) preconiza, os partos normais são a primeira opção na Itália. Chegando aos hospitais públicos ou privados essa é a diretriz. Em casos de intercorrências onde o parto não é possível é que são feitas as cesáreas.

Então já deu para entender que em caso de gravidez na Itália, a maioria dos partos são naturais? Eu espero que sim.

Gravidez na Itália e o parto Cesário

gravidez_na_italia_7

Parto cesário ou cesariana, é o tipo de parto que se faz através de cirurgia. Geralmente, nesses casos a mulher pode evitar sentir as dores das contrações ao marcar o parto cesário eletivo.

A cesária eletiva, aquela que acontece com data e horários marcados, como existe no Brasil, é a minoria. Só faz esse tipo de parto, mulheres que:

  • Pagam a cirurgia e as consultas particulares;
  • Gestantes que já tiveram um primeiro filho de cesariana;
  • Mulheres que correm risco de vida ou problemas em ter parto natural.
  • Para todos os outros casos, na Itália, sempre darão preferência para o parto normal.

Gravidez na Itália: sou atendida gratuitamente na saúde pública?

Sobre a gravidez na Itália, no que tange os tratamentos é bem peculiar. Para ter um tratamento 100% gratuito existe várias formas que você poderá ver no artigo que deixarei no final deste texto.

Mas, já informo que cada região procede de uma forma e no sistema público de saúde italiano existe tipo um “pacote de serviços para grávidas”. Isto é, há um limite por exemplo no número de ultrassonografias gratuitas e etc…

Veja o relato da grávida Cleide Rosas sobre o assunto:

Gravidez na Itália: Confira o relato de outras brasileiras tiveram seus bebês italianinhos!

Gestante 1

Para a Luciana, 28 anos e mãe de duas lindas meninas: Aurora e Giulia.

“Foi muito simples ter o bebê em Roma. Não houve nenhuma burocracia. Assim que soube da gestação, comecei a fazer o acompanhamento com o obstetra e realizar os exames. ”

Luciana, Baiana e moradora de Roma
gravidez_na_italia_5

Como dissemos anteriormente, quem não tem condições financeiras pode fazer todo pré-natal, exames e inclusive o parto de graça.

Já a Luciana, fez os tratamentos básicos gratuitos para grávidas serviço de saúde público na Itália. E o restante dos exames pagou por meio dos tickets. Saiba o que é o tícket neste artigo no final do texto.

O hospital escolhido para ter o bebê foi o Cristo Re, em Roma. Luciana, ficou junto com outras três mães na ocasião, pois era um quarto bem grande.

gravidez_na_italia_2

Vale ressaltar aqui que, geralmente quem tem bebê em hospitais públicos acabam dividindo o quarto. As suítes individuais para as mamães apenas em maternidades ou clinicas particulares, ou em hospitais caso se pague o parto particular. Contudo, quando o hospital não está super lotado, existe sim a possibilidade de ter uma suíte só para você e o seu bebê.

Gestante 2

gravidez_na_italia_15

Suzana Virgínia, 40 anos,  empresária, moradora de Roma, quando nos deu a entrevista ela estava na fase do pré-natal. Hoje ela é mãe de um lindo menino chamado Renato.

“A gravidez na Itália para mim está sendo um desafio. E ter o Renato foi uma verdadeira vitória.”

Suzana, Pernambucana e vive na região do Lácio

Sua gravidez foi um pouco agitada, pois antes do seu primeiro filho a mesma sofreu alguns abortos espontâneos.

Ela fez alguns exames como o beta HCG e também as ecografias, que são os ultrassons na rede pública de saúde italiana. Ela teve que fazer o exame amniocentese particular, pois no seu caso era mais específico e não era coberta no pacote gravidez do sistema público nem mesmo com o ticket.

gravidez_na_italia_14

Suzana falou que na ocasião pagou 850 euros pelo exame. Do pré-natal ao parto, a experiência tem sido tranquila, ela teve o bebê no Policlínico de Roma e dividiu o quarto com outras mães.

Atualmente Suzana está grávida de uma menina e diz que a gravidez dela está sendo muito difícil.

Suzana, fala muito bem do seu ginecologista que é um dos mais especializados em ajudar mulheres que possuem dificuldades para ter bebê.

gravidez_na_italia_15

Gestante 3

Cláudia Malaguth Dantas, 39 anos. Já é mãe de uma linda menina de 16 anos e agora espera Matteo

Ela optou por fazer o tratamento e ter o filho na modalidade particular.

O bebê de Cláudia, a primeira foto <3

“Minha gravidez na Itália foi bem tranquila. Alguns dos hospitais da Itália são mistos, ou seja, atendem o sistema público de saúde e também a rede particular.
Cláudia M. Dantas, optou pelo Hospital San Pietro, em Roma, que trabalha dessa forma.”

Claudia, Mineira moradora da Sicilia
gravidez_na_italia_21

No caso da Cláudia, que optou pela rede particular, teve direito a uma suíte só para ela, ficou em quarto individual. Mas se for pela rede pública, provavelmente teria de dividir com outras mamães.

Todas as maternidades oferecem o curso para gestantes, pode ser gratuito ou pago. No San Pietro o curso é ministrado aos sábados, às 11 da manhã. Não é necessário se cadastrar antes nem nada, apenas chegar com antecedência.

Para Cláudia, o Hospital San Pietro se mostrou ser a melhor opção pois é um dos melhores hospitais de Roma, pois há emergência, UTI neonatal e se o parto natural evoluir para uma cesária ou tiver qualquer intercorrência o hospital é bem equipado. .

Vale ressaltar que, o tratamento dado às gestantes é o mesmo, a única diferença é ter um quarto privativo quando se faz o parto particular. Inclusive há dentistas para as gestantes que fazem o pré-natal lá e também é gratuito.

Gravidez na Itália e a assistência a gestante

gravidez_na_italia

Seja na rede pública que naquela privada a gestante, é encaminhada a fazer vários exames e não só. Há também várias situações de apoio para as gestantes.

Bem como, um curso que lhe explica todas as etapas da gravidez e a prepara para dar a luz, seja com parto natural ou parto cesário.

E quem não quer tirar todas as dúvidas dessa fase, em?

Na maioria dos cursos para gestantes, o obstetra explica tudo e há uma excursão para conhecer as dependências do hospital.

Gravidez na Itália: O parto na Itália, como é?

Com esses relatos eu quis te mostrar que cada experiência é única e dá uma ideia a você de diferentes realidades e experiências.

Contudo, ressalto que às opiniões podem variar de pessoas para pessoa. O mesmo hospital que foi bom para uma pode não ser para outra. O que vale nessa fase de gravidez na Itália é a escolha de cada uma. E muita pesquisa! O viver na Itália te informará de tudo sobre a Itália.

gravidez_na_italia

Então, cabe a você mulher escolher as instituição de saúde mais adequadas as suas exigências.

Em termos gerais podemos dizer que o parto da Itália, pelo menos na maioria das clínicas e hospitais, é um procedimento tranquilo e que os profissionais estão preparados para cuidar das gestantes e das novas mamães.

Gravidez na Itália: um detalhe importante sobre a saúde da mulher

Para quem não sabe, na Itália o aborto é permitido por lei e na maioria dos hospitais, porém, geralmente nenhuma gestante fica no mesmo quarto de mães que fizeram aborto ou que tiveram um aborto espontâneo. Estas são duas repartições separadas.

Se você já vive no país ou quer ser mais um dos brasileiros na Itália é importante saber essas informações sobre Como funciona o sistema de saúde italiano. Acredito que depois da nossa explicação você saberá como funciona a saúde na Itália em geral.

Dica 1:

Vale pedir também indicações para outras mães que tiveram seus filhos na Itália, acompanhar o grupo no Facebook “Brasileiras em Roma” ou “Brasileiros que Vivem em Roma”. Enfim, se munir de informações por todos os lados. Afinal, com saúde não se brinca!

Dica 2:

Artigo recomendado: Morar na Itália, como funciona o sistema de saúde italiano.

Artigo recomendado: Parto na Itália é grátis?


Este site é direcionado para Comunidade Brasileira na Itália assim como a todos os falantes de língua portuguêsa, para aqueles que vivem ou estão em viagem ao país. A sua contribuição é muito importante para todos nós. Se você quiser colaborar com a melhoria deste artigo atualizando ou complementando às informações por favor enviar um e-mail com título e link do artigo junto com suas observações para editorial@vivernaitalia.com

Lascia un commento

Il tuo indirizzo email non sarà pubblicato. I campi obbligatori sono contrassegnati *

You May Also Like